Categoria Informes

porPrefeitura dos Campi

Recuperação da fachada do bloco C

A Divisão de Fiscalização de Obras (DIFISCO) informa que a empresa GHS Empreendimentos Imobiliários estará atuando no bloco C do Pavilhão Reitor João Lyra Filho, dando prosseguimento as atividades de recuperação estrutural da fachada.

A sequência de atividades se dará pela demolição de trechos comprometidos, em seguida a recuperação, limpeza, estucamento, lixamento, jateamento e aplicação de hidro-repelente com base solvente. Esses procedimentos implicam em geração de poeira, barulho, cheiro forte e jateamento com água, sendo necessário o fechamento das janelas e portas das varandas. Dessa forma, é necessária a cooperação dos usuários dos blocos C.

porPrefeitura dos Campi

Recuperação das fachadas dos blocos D e E

A Divisão de Fiscalização de Obras (DIFISCO) informa que, nos meses de dezembro de 2019 e de janeiro de 2020, ocorrerá a recuperação das fachadas dos blocos D e E do Pavilhão Reitor João Lyra Filho. As atividades da obra geram poeira, inviabilizando o funcionamento dos quiosques no período.

porPrefeitura dos Campi

Obras interditam parte do estacionamento

Tendo em vista as obras de recuperação estrutural das fachadas, rampas e passarelas do Pavilhão Reitor João Lyra Filho, durante sua realização, algumas áreas de estacionamento junto ao prédio serão isoladas. Pedimos sua compreensão e lamentamos pelo transtorno, mas a medida visa a garantir a integridade dos usuários e veículos.

porPrefeitura dos Campi

Troca de lâmpadas gera economia no Campus Maracanã

O Projeto de Eficiência Energética (PEE) da UERJ está mudando a relação da universidade com o consumo de energia elétrica. No último ano, 31.235 lâmpadas mais econômicas substituíram similares menos eficientes no bloco F do Pavilhão Reitor João Lira Filho e no Hospital Universitário Pedro Ernesto. Além disso, foram instalados sensores de movimento em corredores e banheiros, possibilitando o consumo apenas quando há pessoas presentes nos ambientes. A troca foi realizada pela Deode, empresa parceria, e contou com um investimento de R$ 3.684.669,46 feito pela concessionária de energia elétrica Light. Com isso, estima-se que a economia anual será de 2.658,3 MWh.

Na quinta-feira (29/08), aconteceu o Treinamento em Eficiência Energética que tinha como objetivo apresentar os resultados alcançados pelo PEE e conscientizar a comunidade acadêmica, sugerindo pequenas mudanças para o dia a dia.

A equipe se prepara para a Fase II do projeto, que será realizada entre 2019 e 2020, com a troca de lâmpadas nos demais blocos, além da instalação de painel de aquecimento solar e de lavadora de louças eficiente no Restaurante Universitário.

Confira aqui algumas das dicas apresentadas para um uso mais eficiente de energia elétrica:

  • desligue os aparelhos da tomada;
  • compre modelos com o Selo Procel A;
  • não guarde alimentos quentes na geladeira;
  • em dias quentes, colocar o chuveiro na posição verão;
  • ao utilizar o ar-condicionado, mantenha as portas e janelas fechadas;
  • evite o uso de benjamin (T);
  • espere acumular roupas e passe de uma só vez;
  • prefira lâmpadas de LED.
porGiovannna Grillo

Prosseguimento às atividades nas fachadas dos blocos A e B

A Prefeitura dos Campi informa aos usuários dos blocos A e B do Pavilhão João Lyra Filho que, em prosseguimento as atividades de recuperação estrutural da fachada, a empresa GHS Empreendimentos Imobiliários estará atuando nos planos demarcados na imagem até o final de agosto.

A sequência de atividades se dará pela demolição de trechos comprometidos, em seguida a recuperação, limpeza, estucamento, lixamento, jateamento e aplicação de hidro-repelente com base solvente. Esses procedimentos implicam em geração de poeira, barulho, cheiro forte e jateamento com água, sendo necessário o fechamento das janelas e portas das varandas, além do afastamento do mobiliário junto à parede da fachada durante todo o período.

porGiovannna Grillo

Suspensão das atividades no Pavilhão João Lyra Filho no próximo sábado

A Prefeitura dos Campi informa que, devido às obras em andamento no Pavilhão João Lyra Filho, o fornecimento de água a este prédio será interrompido no dia 17 de agosto de 2019 (sábado) para a substituição de válvulas da rede de incêndio instaladas nos reservatórios superiores. Por conta disso, as atividades no pavilhão estarão suspensas nesse dia.

porGiovannna Grillo

Restrição de acesso ao Pavilhão João Lyra Filho

A Prefeitura dos Campi informa que, devido à realização do processo seletivo dos Programas de Residência Médica da Faculdade de Ciências Médicas, sob a responsabilidade da CEPUERJ, o acesso ao Pavilhão Reitor João Lyra Filho será impedido às pessoas que não estão envolvidas no referido concurso. Tal concurso será realizado no dia 16 (sábado) de novembro de 2019, no horário de 7 às 14 horas. Como exceção ao bloqueio do acesso, estão aquelas que, por necessidade do serviço, estejam escaladas pelos órgãos aos quais estejam vinculados.

 

 

 

 

porGiovannna Grillo

Recuperação da fachada dos blocos A e B

A Divisão de Fiscalização de Obras (DIFISCO) informa que, a partir desta terça-feira (23 de julho) e até o dia 9 de agosto, a empresa GHS Empreendimentos Imobiliários estará atuando nos blocos A e B do Pavilhão Reitor João Lyra Filho, dando prosseguimento as atividades de recuperação estrutural da fachada.

A sequência de atividades se dará pela demolição de trechos comprometidos, em seguida a recuperação, limpeza, estucamento, lixamento, jateamento e aplicação de hidro-repelente com base solvente. Esses procedimentos implicam em geração de poeira, barulho, cheiro forte e jateamento com água, sendo necessário o fechamento das janelas e portas das varandas. Dessa forma, é necessária a cooperação dos usuários dos blocos A e B.

porFelipe Petrucci

Prefeitura dos campi realiza obras de melhoria no campus Maracanã

Com investimento em obras, manutenção e reparação, a Prefeitura dos Campi tem avançado no trabalho de melhoria na infraestrutura e segurança da UERJ. Entre as obras em andamento, estão a recuperação estrutural do Pavilhão João Lyra Filho (PJLF) e do Centro Cultural e a troca de tubulações do sistema hidráulico de prevenção de incêndio do campus Maracanã.

Se encontram em processo de recuperação: Fachada interna do bloco F, do Pavilhão João Lyra Filho; as Fachadas dos blocos A, B, C, D e E, do PJLF; as Rampas e passarelas do PJLF. As obras foram iniciadas em maio deste ano e vêm sendo realizadas pela empresa GHS Engenharia. O prazo total para a execução dos reparos é de 210 dias . Além dessas, a recuperação das fachadas do Teatro Odylo Costa Filho também está prevista e será iniciada em breve.

As intervenções consistem nas seguintes etapas: avaliação dos prédios, retirada do material desagregado e execução da revitalização, com limpeza da estrutura. Segundo o diretor do Departamento de Arquitetura e Engenharia, Antônio David da Serra Neves, a recuperação de fachadas tem a segurança como uma das principais motivações. “A obra que está sendo desenvolvida não é somente estética, mas sim de grande importância para a segurança de quem transita pelo campus”, disse.

A fachada do Pavilhão João Lyra Filho voltada para a Rua São Francisco Xavier  já foi previamente recuperada  através de dois processos distintos, entre os anos de 2009 e 2013. O primeiro teve como objeto o trecho central do prédio (bloco DED’), onde se situam os auditórios. Através do outro processo, foi recuperado  o trecho compreende a área entre a Diretoria de Comunicação (COMUNS) até a Prefeitura dos Campi (blocos B’C’ e A’).

Substituição da tubulação hidráulica do sistema de prevenção a incêndio do campus

Entre as atividades de promoção de segurança está a troca de toda a tubulação hidráulica do sistema de prevenção de incêndio da Universidade. Os serviços, já em andamento, estão sendo realizados pela empresa MPE Engenharia. A obra tem previsão de término para o mês de novembro.

Uma das principais melhorias é a troca de toda a tubulação que permite, em caso de emergências, acesso mais rápido à água. Dentre os componentes substituídos estão os barriletes, conjunto de dutos que saem dos reservatórios para as 19 colunas de distribuição. Dessas, 17 já se encontram em processo de finalização. A parte visível do sistema, as mangueiras de combate a incêndio, também está sendo trocada em todos os pontos. Além disso, outros projetos também estão sendo desenvolvidos. Serão implantados sprinklers – componente do sistema de combate a incêndio que, ao detectar altas temperaturas, libera água automaticamente – e caixas de hidrantes nas calçadas, que facilitarão o acesso pelo corpo de bombeiros em caso de emergências.

A instituição está empenhada em aumentar o bem-estar da comunidade. Além das citadas, a reforma dos elevadores e o programa de eficiência energética da Universidade também fazem parte do compromisso da Administração Central e da Prefeitura dos Campi. Com o propósito de promover ainda mais melhorias, essas e outras obras seguem em pleno desenvolvimento.

porPrefeitura dos Campi

Novas luzes revitalizando a UERJ

Projeto contemplado junto ao Grupo Light permitirá a modernização da iluminação no campus Maracanã e no HUPE, além de reduzir em até 60% o consumo energético

Novas luzes para os novos desafios da UERJ. No último ano, o bloco principal do campus Maracanã e o Hospital Universitário Pedro Ernesto (Hupe) receberam um grande reforço com o objetivo de tornar mais eficientes os seus sistemas de iluminação, que correspondem a 19% do consumo energético nas instalações. Além de proporcionar um consumo mais racional, a reforma vai gerar reflexos positivos em áreas como a segurança e até nas pesquisas de professores que trabalham noite e dia na Uerj.
O projeto foi realizado por meio do Programa de Eficiência Energética (PEE) da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL). A iniciativa atribui às concessionárias e permissionárias de distribuição o dever de investir anualmente parte de sua receita em ações de combate ao desperdício de energia elétrica. Essas empresas selecionam os projetos que serão financiados, por meio de chamadas públicas, e a UERJ foi contemplada na chamada promovida pelo Grupo Light.
Graças a algumas ações, como substituição de materiais obsoletos e à aquisição de um software mais moderno para o controle da energia, será possível economizar em até 61% o consumo de iluminação nas estruturas do campus Maracanã e do Hupe. De acordo com termos descritos no plano, o gasto anual passará dos atuais 3.894 Megawatt-hora (MWh) para 1566 MWh após a conclusão da reforma. O número compreende ao consumo do campus Maracanã e do hospital somados.
Os locais terão a substituição do sistema de iluminação em todos os seus setores, incluindo áreas de pesquisa, aulas, atendimento e circulação. Serão trocadas cerca de 20 mil lâmpadas obsoletas por aparelhos com tecnologia LED. Além de mais modernas e confiáveis, elas poderão ser controladas de forma mais inteligente pelos operadores de iluminação.
No passado, por exemplo, para um laboratório ser iluminado durante a madrugada, era necessário acender todas as luzes de determinado pavimento da Universidade, resultando em um grande desperdício de energia elétrica. Hoje, cada setor pode ser iluminado de forma independente para trabalhos específicos, após o apagar das luzes na Uerj. Esse recurso já está disponível e é possível por meio da utilização de um novo software, desenvolvido por engenheiros da Uerj, em parceria com uma empresa especializada.
Segundo o engenheiro José Antonio da Cruz dos Santos, da Prefeitura dos Campi, somente este novo sistema é responsável por 10% da economia estimada pelo projeto. Além disso, proporciona condições mais cômodas para os pesquisadores que precisam trabalhar em horários alternativos. “Os primeiros meses de funcionamento foram um sucesso. O recurso está sendo muito utilizado por professores que agora podem ter apenas os seus departamentos acesos”, disse.
Estudante de Relações Públicas da Uerj desde 2013, José Luiz dos Santos, de 24 anos, conta que sempre achou necessária uma iluminação mais moderna e eficiente no campus. “Percebo falta de iluminação em partes internas e externas, como o bosque. Isso gera uma sensação de insegurança nos alunos. Há gente que evita transitar, quando está muito tarde. Essa reforma é urgente e muito bem-vinda para que todos se sintam mais seguros”, afirmou o estudante.
Além da reforma na iluminação, a Uerj já foi contemplada numa nova Chamada Pública de Projetos da Light. Serão trocadas lâmpadas de outros blocos. Também há uma proposta para tornar mais eficiente o sistema de refrigeração do campus Maracanã e do Hupe.