A história da Prefeitura dos Campi acompanha a da própria Universidade
em sua estruturação e desenvolvimento.

1961 – A Universidade do Rio de Janeiro (URJ), sucessora da Universidade do Distrito Federal (UDF), cria o Serviço de Administração da Sede e o Serviço de Engenharia. Nesse mesmo ano, em 15 de dezembro, a URJ torna-se a Universidade do Estado da Guanabara (UEG).

1965 – A UEG adota uma estrutura departamental. O Serviço de Administração da Sede é incorporado pelo Departamento Administrativo e o Serviço de Engenharia torna-se o Departamento Técnico.

1967 – O Departamento Técnico recebe a denominação de Departamento de Arquitetura e Engenharia (DAE).

1968 – Início da construção do Campus Maracanã. O DAE passa a ser a primeira superintendência da Universidade, a Superintendência de Obras Universitárias (SOU). Seu principal objetivo era o gerenciamento das obras do Campus.

1970 – Criada a primeira Prefeitura do Campus encarregada das atividades de manutenção e operação.

1975 – Ocorre a fusão dos Estados da Guanabara com do Rio de Janeiro e a UEG transforma-se na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ).

1976 – Término da construção do Campus Maracanã, a Prefeitura troca de nome, passando a denominar-se Superintendência do Campus (SUCAM).

1981 – A SOU passa a ser chamada de Superintendência de Apoio e Desenvolvimento (SAD).

1989 – Criada a Superintendência de Apoio Operacional (SUAPO), como resultado da fusão entre a SAD e SUCAM.

Em 1996 – A SUAPO recebe então a sua denominação atual, Prefeitura dos Campi.